Rua Paulo Lopes de Leão, 557 - Itaquera - SP/SP

ONDE ESTÃO OS ELIAS?

  • 17 de Janeiro de 2020
Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós e, orando, pediu que não chovesse e, por três anos e seis meses, não choveu sobre a terra.((Tiago 5:17)
 

 

Na história de Israel, um dos homens que deixaram marcas profundas, não apenas nos seus dias, mas por séculos a seguir, sem dúvida alguma foi o profeta Elias. Ele Viveu em uma época em que a nação passava por grandes crises espirituais, tendo um rei fraco, tanto como monarca, bem como marido e pai de família, e principalmente como péssimo exemplo de vida espiritual.  

 

Por falta de exemplos de vida compromissada com Deus, o povo aos poucos também foi se afastando do seu Deus, chegando ao ponto de não mais discernir o certo do errado; o Deus verdadeiro do falso.  

 

Deus, indignado com tamanha decadência espiritual, levanta um homem a quem lhe conferiu atributos especiais, além daqueles que já possuía, dos quais podemos destacar: ousadia, firmeza de caráter, compromisso com a Palavra de Deus, e ser um homem de uma palavra só. Tudo isto com uma ‘pitada’ do poder de Deus, tornou-o um personagem que fez grande diferença nos seus dias e deixou um exemplo a ser seguido, até os dias de hoje.  

 

Apesar de em alguns momentos fraquejar, como acontece com qualquer um de nós, ele teve coragem de denunciar o que havia de errado, tanto na vida do rei como na do povo, apontando para a direção certa, que era a busca do Deus Vivo, que se manifesta quando o povo O busca em espírito e em verdade.  

 

Mas Elias, o profeta, o homem, era o que era porque tinha uma vida de comunhão e compromisso com Deus. Há pessoas que tem compromissos com muitas coisas, até mesmo com seus desejos ambiciosos, menos com os desejos de nosso Deus.  

 

Nossos dias não são muito diferentes dos de Elias. Da mesma forma como Deus levantou Elias naquela época, Ele quer levantar homens compromissados nesta nossa geração. Mas surge a pergunta: Onde estão os Elias ? Seria você um Elias? Sou eu um Elias?  

 

No livro SETE PROMESSAS DE UM HOMEM DE PALAVRA, da Editora Betânia, a partir da página 68, tem, um capítulo intitulado O HOMEM QUE DEUS BUSCA. Trata-se do desabafo de um pastor sobre a ausência dos homens no seio da igreja. Parece que os homens estão quase sempre ... ausentes. O que fazer para mudar isto? Não se trata aqui de se fazer uma apologia ao homem ou ao machismo.. de forma alguma. Mas apenas é um alerta a tantos homens que tem deixado seu lugar vago nos bancos, na frente (liderança) ou nos bastidores (equipe) das igrejas, desestimulando (direta ou indiretamente) esposas e filhos a assumirem igualmente seu importante e essencial papel para o funcionamento equilibrado da igreja local.  

 

A igreja tem perdido o seu brilho em meio a uma sociedade cada vez mais obscurecida pelas trevas do pecado. A igreja tem perdido o seu sabor, tornando-se cada vez mais insipidamente indiferente ao paladar de uma geração que tem apreciado pratos apimentados com a decadência moral e espiritual.  

 

Sabe... você e eu, nós homens, e vou dizer mais, homens de Deus, podemos mudar este horrível quadro de nossa sociedade, utilizando o sábio conselho de Jesus em Atos 1:8, que diz: "Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria e até os confins da terra."  

 

Toda mudança deve começar interiormente. Não podemos mudar os outros se nós mesmos não tivermos convicção de nossa própria mudança. Jesus criticou isto em Mateus 7:3-5.  

 

Quando surgir a pergunta: Onde estão os Elias? ... que nós possamos dizer com sinceridade: Eis-me aqui. Reflitamos nisto tudo.  

 

E... até a próxima.

Pr. Devanir Caetano da Silva